Learning Vision/lang-pt

From OLPC

< Learning Vision
Revision as of 17:03, 25 July 2007 by Marcello D B Semedo (Talk | contribs)
(diff) ← Older revision | Current revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to: navigation, search
  Tradução de Learning Vision probable original version  
  deutsch | english | español | français | 日本語 | 한글 | português | русский | italiano | |   +/- alterações  

O OLPC está baseado em três premissas:

1.Aprendizagem e educação de qualidade para todos são essenciais para alcançarmos uma sociedade justa, eqüitativa e econômica e socialmente viável;
2. Acesso a laptops móveis em escala suficiente oferecerá reais benefícios para o aprendizado e proporcionará extraordinárias melhorias em escala nacional;
3. Enquanto os computadores continuarem sendo desnecessariamente caros, esses benefícios continuarão sendo um privilégio para poucas pessoas.

Ao oferecer a nossa mais poderosa ferramenta para criação de conhecimento, desenvolvimento e descoberta a crianças e seus professores, com tempo e apoio suficientes para alcançar fluência e desenvolvimento, oferecendo conectividade de banda larga para permitir o desenvolvimento de comunidades de conhecimento, teremos os meios para enfrentar questões educacionais aparentemente difíceis e criticamente importantes.

Não estamos apenas doando um computador empresarial, mas projetamos o laptop OLPC especialmente para as crianças, incluindo nesta máquina a capacidade de funcionar em condições difíceis. Isto significa que o laptop:

  • Apresenta capacidade de rede mesh, oferecendo conectividade sem fio de banda larga, conectando a casa, a escola e a comunidade – toda a comunidade está conectada entre si e com o mundo.
  • É durável, robusto, protegido contra as intempéries, e contém apenas materiais seguros e não tóxicos.
  • Seu consumo de energia é mínimo, reduzindo assim os custos para a escola e para a casa, permitindo que suas baterias sejam recarregadas em locais distantes de rede elétrica.
  • Utiliza software livre, o que não apenas reduz os custos mas – o mais importante – permite que sejam utilizados sotwares de alta qualidade e baixo custo e qualquer pessoa, em qualquer lugar crie conteúdo. Permite que todos os aprendizes vejam exatamente como o software foi criado e participem de comunidades de desenvolvimento, de forma que possam também criar softwares e conteúdo. Embora nem todos os usuários façam isto, mesmo se apenas 1% deles o faça, teremos até 10 mil novos desenvolvedores de software por ano, nos locais em que forem distribuídos 1 milhão de laptops. Além disso, a cultura de desenvolvimento e criação de software se disseminará entre populações que anteriormente não tinham esse acesso. O impacto potencial será gigantesco.

Embora os aspectos técnicos criem uma plataforma para mudança, os verdadeiros benefícios virão de uma melhor prática educacional, possibilitada através de um acesso imersivo a laptops conectados. A prática escolar existente será melhorada através de acesso eletrônico a materiais, conteúdo, software, conhecimento e suporte. O conteúdo pode ser atualizado constantemente a baixo custo, com a capacidade de os professores selecionar os materiais adequados para necessidades locais, estudantes específicos, e mesmo desenvolvimentos do dia-a-dia, já que estes materiais estarão disponíveis em forma digital na rede. Os laptops também permitirão suporte para desenvolvimento contínuo dos professores, suporte dos colegas, desenvolvimento de comunidades de aprendizes e professores, e criação e compartilhamento de conteúdo local.

Embora tenhamos observado consideráveis ganhos educacionais trazidos por laboratórios de informática nas escolas, estes têm limitações inerentes, devido ao pouco tempo e limitados materiais disponíveis para alterar, de forma considerável, a teoria, prática, cultura e organização escolar. Normalmente, uma escola possui um laboratório, com uma média de 10 computadores por laboratório, com uma turma de 40 alunos, em média, que assistem a uma aula de 50 minutos por semana. Isto resulta em cada aluno ter contato com o computador por 12,5 minutos por semana, em média. Mesmo sob estas condições, os educadores têm obtido consideráveis resultados. Um programa de laptop imersivo remove tais barreiras de acesso. Invés de ter apenas alguns poucos minutos por semana, por turma, os alunos e professores sempre têm seus laptops disponíveis, podendo modificar as práticas de sala de aula para tirar proveito da presença dos computadores.

Contudo, embora computadores facilitem e melhorem a apresentação de materiais para os estudantes, o seu verdadeiro e diferenciado poder é ser uma ferramenta maleável para a construção, expressão, colaboração, projeto, modelagem, visualização, reflexão e eliminação de problemas. Estas são capacidades que permitem o crescimento exponencial do conhecimento no mundo. As crianças, dados oportunidade, liberdade e orientação, são as pessoas mais capazes de tirar proveito dessas possibilidades para crescimento e desenvolvimento.

Há muito, educadores têm reconhecido que crianças aprendem mais quando são pró-ativas, quando estão buscando seus próprios interesses, e quando participam de culturas de conhecimento e envolvimento. Contudo, até o momento, foi logisticamente impossível, exceto para as elites, criar tais ambientes de aprendizado. Com acesso individual a laptops conectados uma a um, as crianças se envolverão ativamente na construção de conhecimento, não se limitando a uma recepção passiva das informações. Cada criança pode buscar o aprendizado em áreas de grande interesse pessoal, e a sala de aula não será mais limitada a uma abordagem pré-determinada, única para todos.

Com seus laptops conectados, os alunos estarão livres para ativamente envolverem-se com outros que tenham interesses similares, em culturas de aprendizado, aprendendo através da ação, sem serem limitados por tempo ou espaço. Desta forma, as crianças podem aprender ensinando, ajudando ativamente outros alunos, liberando assim o professor para voltar seu conhecimento e sua experiência onde são mais necessários. Os computadores também facilitam a apropriação de conhecimento em áreas que são de difícil entendimento com outros materiais estáticos, não conectados. Áreas que envolvem dinâmica, complexidade, altos níveis de abstração, tamanhos micro ou macro, e que sejam mais facilmente compreendidas pelas crianças através dos usos expressivos dos computadores. Os professores também tirarão proveito. Poderão utilizar seus próprios laptops em suas casas, para seu próprio aprendizado, e usarão, ainda, o laptop como forma de desenvolvimento profissional customizada, tendo acesso a conhecimento e colegas, para apresentar e responder questões práticas.

Além disso, com laptops móveis e conectados, as paredes de sala de aula se abrem, e toda a comunidade se torna uma sala de aula; todo o mundo entrará na sala de aula, sempre que necessário. As crianças levarão as salas de aula e os professores do mundo com eles, através da comunidade e dentro de suas casas. As crianças poderão participar do estudo de questões globais, ao mesmo tempo que utilizam o contexto local para melhor compreensão. Podem participar plenamente, na qualidade de produtores de conhecimento, não serão mais apenas consumidores de materiais produzidos por outros.

Experiências anteriores com laptops individuais em outros países demonstraram ganhos gigantescos em aprendizado, com mais tempo gasto em trabalhos escolares, desenvolvimento de fluência tecnológica, e maior sensação de inclusão entre os alunos. Embora a maior parte das experiências anteriores tenha acontecido em países mais ricos, a experiência em uma comunidade rural na Costa Rica em 2006 exemplifica bem este potencial. As crianças não apenas ultrapassaram seu currículo escolar habitual, mas também aprenderam a cuidar e consertar seus computadores. A diferença de como eles trataram e aprenderam sobre seus próprios laptops, em comparação com os computadores dos laboratórios, foi surpreendente. Os pais costuraram capas para proteger os laptops. As crianças aprenderam a consertá-los, de forma que não ficassem impossibilitados de usá-los. Os pais aderiram a programas de educação adulta, em números cada vez maiores. O professor deixou de lado uma posição dúbia para tornar-se um ardoroso defensor, após presenciar os ganhos dos alunos. A maior prova do sucesso foi que outras famílias mudarem-se para esta comunidade, para que suas crianças também pudessem obter os laptops e a educação que estes proporcionavam.

Laptops conectados também fornecem os meios para novos modelos de crescimento. Invés de depender de uma reforma centralizada e padrão, podemos desenvolver modelos de melhores práticas, localizados e de alta qualidade, utilizando a rede e a farta mídia para criar mecanismos para sua disseminação. Assim, são criados os alicerces para três fases distintas e sobrepostas: permitir o poderoso aprendizado dentro e fora da escola; alcançar uma mudança positiva em práticas escolares específicas; e transformar escolas, de funis para recebimento de informações, para máquinas de construção para a apropriação de conhecimento.

Os laptops são os lápis da era digital. Quando mais cedo pudermos oferecer ambientes de aprendizagem de alta qualidade para todos, melhor e mais coesivas serão nossas sociedades.

David Cavallo

Personal tools
  • Log in
  • Login with OpenID
About OLPC
About the laptop
About the tablet
Projects
OLPC wiki
Toolbox
In other languages