Um Laptop por Criança

From OLPC

Revision as of 06:48, 17 December 2008 by Sj (Talk | contribs)
(diff) ← Older revision | Current revision (diff) | Newer revision → (diff)
Jump to: navigation, search
  Tradução de One Laptop per Child probable original version  
  english | españolitaliano日本語한국어portuguêsromânăрусский中文繁體中文   +/- alterações  

O MIT Media Lab lançou uma nova iniciativa de pesquisa para desenvolver um laptop de US$ 100, uma tecnologia que pode revolucionar a forma como educamos as crianças no mundo. Para alcançar esse objetivo foi criada uma nova organização sem fins lucrativos, a One Laptop per Child (OLPC), que é independente do MIT.

O sítio oficial do projeto está aqui. Existe também uma ampla descrição do projeto na Wikipedia. E o índice do conteúdo está aqui (em inglês)


Contents

Visão Geral

“One laptop per child” (um laptop por criança) é um conceito. É um projeto de educação, não um projeto de laptop. Pode ser implementado em mais de uma maneira, de forma alguma limitado ao paradigma do chamado "laptop de US$100, da associação sem fins lucrativos OLPC. O argumento para a OLPC é simples: muitas crianças — especialmente aquelas em áreas rurais dos países em desenvolvimento — têm tão pouco acesso à escola — em alguns casos só a sombra de uma árvore; que construir escolas e capacitar professores é o único caminho — talvez o mais lento – para aliviar a situação. Ainda que programas de construção de escolas e educação dos professores não devam parar, um outro método paralelo aconselhado pela OLPC é potencializar as próprias crianças, engajando-as mais diretamente na sua própria aprendizagem. Pode soar implausível equipar as crianças mais pobres com laptops conectados, quando mesmo as mais ricas não os têm, mas não é esse o ponto. Os laptops podem ser accessíveis e as crianças são mais capazes do que se acredita que sejam.

Aprendendo a aprender

O aprendizado é nossa meta principal; não nos concentramos na alfabetização digital, por que isso será um sub-produto da fluência que terão com o uso do laptop no seu aprendizado. As crianças — especialmente as mais jovens — não precisam aprender sobre TI e certamente não precisam ser fluentes em WORD, EXCEL e POWERPOINT — elas não são funcionários de escritório. Entretanto, ter essas habilidades tendo crescido com o laptop, isto se consegue rapidamente.

Aprender alguns fatos matemáticos enquanto se aprende a odiar a matemática está longe de ser o ideal. Aprender sobre coisas que são pessoalmente significativas, enquanto se constrói o conhecimento — especialmente onde as crianças percebem que tiveram que ir além do que acreditavam ser capazes de fazer — é tanto natural quanto liberador.

As crianças precisam aprender a aprender, que é primordialmente adquirido pela paixão que provém do acesso, da habilidade de fazer coisas, de comunicar-se e expressar-se. Escrever um programa de computador, ainda que pareça esotérico, é de fato o que há de mais próximo que uma criança pode pensar sobre o pensar. Da mesma forma, debugar um programa é o mais próximo que se pode ter de aprender a aprender.

É mais que sabido que o acesso à Internet e as ferramentas para expressão (texto, música, video e gráficos) são os "brinquedos comtemporâneos" para o aprendizado. Todas as crianças no mundo desenvolvido têm acesso a um computador em casa e usualmente o seu próprio, com música, DVD, e meios interativos para fazer qualquer coisa, de aprender idiomas a brincar com jogos.

Tornando disponíveis esses recursos para os aproximadamente um bilhão de outras crianças que não têm tal acesso, tem parecido ser muito difícil, mas não é mais. Isto acontecia porque se mantinha os custos dos laptops artificialmente altos e perpetuava-se este estado. É razoável dizer que o OLPC quebrou essa fórmula, e empresas como a Intel estão seguindo esse caminho.

A intransigência do problema da educação formal diante das soluções convencionais, combinadas com a pobreza onipresente e com a necessidade de uma educação duradoura e de alta qualidade, para inclusão em uma economia global baseada no conhecimento, justifica um novo pensar. A mesma tecnologia digital que permitiu um crescimento sem paralelo no conhecimento, quando combinada com novas metodologias de aprendizagem, podem liberar o potencial de aprendizagem latente nas crianças do mundo todo.

Crianças pobres carecem de oportunidades, não de capacidade para aprender. Provendo laptops sem custo a cada criança, nós trazemos as mesmas oportunidades para aprender que as famílias abastadas trazem para seus filhos.

Escala versus piloto

Considere a analogia da imunização. Inoculando umas poucas pessoas aqui e ali não faz sentido. A escala é necessária. Da mesma forma com laptops. Ainda mais, como toda criança tem que ser a dona de sua própria máquina, deve vê-la não como uma propriedade do governo mas um objeto pessoal, estimado como uma bicicleta. A criança fica mais confiante, tem maior auto-estima, e será mais empreendedora que crianças sem essa ferramenta.

Laboratórios de computaores nas escolas foi uma opção — e talvez a única possível – no passado. Estes laboratórios servem para uma configuração escolar formal. Outras opções são possíveis hoje em dia. Um programa de laptops pode alcançar cada criança num contexto mais informal; para muitos, o único disponível para muitas crianças. Uma distribuição em âmbito nacional de máquinas pessoais pode capturar muitas horas a mais por dia que a própria escola, sem mencionar as noites, os fins-de-semana e os feriados. Isso mobilizará as crianças. Além disso, tem uma repercussão considerável na família onde a criança tem o OLPC.

Dentre os muitos valores de escala, o mais importante é o da criança como professor. A aprendizagem entre os pares é uma das melhores formas de potencializar crianças. O alcance deste tipo de colaboração atravessa fronteiras e, no longo prazo, CONDUZ a grandes metas de paz e entendimento globais. Para essa finalidade, a OLPC está lançando o seu programa em três continentes e, no mínimo, em seis países.

Para além da escola

Qualquer pai cujo filho tenha um laptop em casa, muito provavelmente já lhe pediu ajuda. O que acontece em seguida é uma mudança de relacionamento com a criança, com mais elementos de amizade e (por parte da criança) auto-estima. Isso de forma alguma destrói a relação pai-filho. Ao contrário, a amplia. Forma-se no próprio lar um laço de aprendizagem entre pais e filhos.

Da mesma forma, a relação professor-criança pode e deverá se beneficiar disso. Com suficiente auto-confiança, os professores aprenderão com as crianças sem risco de romper o tecido da educação — bem ao contrário, o aperfeiçoa.

As crianças não só possuirão o laptop como o levarão para casa. Desta forma, toda a família se beneficia. Projetos-piloto em curso têm mostrado inequivocamente que pais tornam-se mais engajados no aprendizado de seus filhos e, muito frequentemente, aprendem a usar eles mesmos o laptop. O papel da criança na sociedade muda; ela é mais produtiva. A criança não é mais o objeto da mudança, é seu agente.

Características

As crianças precisam de mais — não de menos — funcionalidades que um laptop 'topo-de-linha'. Fundamentalmente, elas precisam três coisas, únicas em sua condição: baixo consumo, legibilidade sob sol direto e conectividade automática.

Baixo consumo é fundamental. A maioria das crianças não tem eletricidade em casa. Portanto, um laptop precisa funcionar tanto por energia humana quanto por baterias de longa duração. A energia humana, tanto usada para girar uma manivela ou usada em outros gestos, deve fazer funcionar o laptop numa relação 1:10; um minuto de movimento na manivela provê 10 minutos de uso. No caso das baterias, uma duração de 10 horas é necesária. Os laptops não podem ser ligados nas mesas das salas-de-aula. Mesmo a escola mais rica não proporciona essa facilidade.

Displays que possam ser legíveis à luz solar direta são importantes para uso externo, ao ar livre, assim como para conservação da energia. Isso pode ser conseguido como uma opção à retro-iluminação, não como uma substituição. Ambas são necessárias. Além do mais, durante o uso noturno, o laptop precisa ser a fonte de iluminação na área em seu redor.

A conectividade não pode pressupor a existência de DSL, hotspots WiFi ou similares. Os laptops devem ser capazes de formar uma rede automaticamente, sem a intervenção da criança ou dos seus professores. Aproximadamente 500 crianças devem ser capazes de compartilhar um único ponto de acesso à Internet. Ainda que isso represente uma quantidade modesta de largura de banda, entre os laptops e o servidor da escola, as crianças devem poder ter ao seu dispor muitas conexões em banda larga.

Uma meta adicional no esforço da OLPC é chamar a atenção dos gigantes do software e do hardware para as necessidades das crianças no mundo em desenvolvimento e, portanto, reconsiderarem suas estratégias.


Galeria do Laptop

Existe uma galeria com mais imagens aqui.


O hardware

O protótipo da Green Machine (Máquina Verde), estilizado pela Design Continuum, foi apresentado na WSIS, Tunísia, pelo Secretário Geral das Nações Unidas Kofi Annan e pelo Nicholas Negroponte.

A empresa Fuse Project desenvolveu os protótipos mais recentes.

Temos vários grupos buscando diferentes opções de dispositivos de carga manual, incluindo uma manivela, um dispositivo a pedal e um sistema de arranque de polia. Nossa meta é uma relação mínima de movimento de 10:1, isto é, a cada 1 minuto de arranque dá 10 munitos de uso. É importante notar que determinamos que construir com manivelas é pouco eficiente e pouco prático; sistemas movidos a força humana são melhores, por razões ergonômicas, quando separados do aparelho principal. Publicaremos detalhes dos sistemas geradores tão logo estejam disponíveis. Nesse meio tempo você pode ver em Freecharge portable charger exemplos do que já está sendo feito em geradores movidos a força humana.

A especificação de hardware para a máquina da primeira geração está bem determinada. Existem muitos aspectos nos quais este desenho é verdadeiramente inovador, e faz com que seja o primeiro em uma nova classe de sistemas, diferentemente de qualquer outro "laptop" no mundo.


O software

Nós estamos comprometidos com os princípios do Software Aberto neste projeto. Por favor veja o nosso manifesto: OLPC com software aberto.

Desenvolver software para esta máquina é relativamente simples, mas existem umas restrições relativas ao desenvolvimento às quais você deve prestar atenção. Nosso parceiro no desenvolvimento de software é a Red Hat. Começamos uma OLPC software task list. Por favor, ajude-nos a refinar esta lista.

Discussão das características dos eBook é uma página na qual as características tradicionais e não-tradicionais são discutidas tanto de forma abstrata, como em relação aos diversos leitores de eBook (Livros Eletrônicos) existentes.

Wiki as an ebook reader é onde discutimos a adequabilidade do wiki como um meio de distribuição de ebooks, e porque ele poderia solucionar alguns dos outros desafios que o laptop de US$100 está tentando enfrentar.


Conteúdo educacional

O OLPC está baseado nas teorias de aprendizado construtivistas (em inglês)", introduzidas por Seymour Papert e, mais tarde, por Alan Kay, bem como nos princípios expressos no livro 'Being Digital' de Nicholas Negroponte. Alguns fundamentos do nosso modelo estão no texto "Models for growth—towards fundamental change in learning environments" de David Cavallo". Antonio Battro escreveu (em inglês) sobre reflexões e ações relativas à uma educação globalizada.


Planos de lançamento

Os laptops serão vendidos aos governos e entregues às crianças pelas escolas na base de "um laptop por criança." Discussões continuam com Brasil, Argentina, Líbia, Nigéria e Tailândia. Um grupo adicional de máquinas, menor, será usado para semear entre as comunidades de desenvolvedores em vários outros países. Uma versão comercial da máquina será estudada paralelamente.

Veja em Category: Countries uma lista de páginas para países que têm grupos OLPC.


Se envolvendo

Existe uma página neste wiki dedicada ao Envolvimento no OLPC, uma página de Reserva de Idéias, canais IRC (irc.freenode.net, #olpc-brasil, #olpc, #olpc-content, #sugar), listas de discussão para discussões gerais não específicas a qualquer distrubuição linux, e uma página de empregos na OLPC.

Existe um Projeto Fedora para o OLPC, onde você pode conseguir o software para o hardware OLPC and juntar-se às listas relacionadas com o Fedora OLPC.

Nós temos uma quantidade considerável de protótipos eletrônicos montados para pessoas que precisam de acesso imediato ao hardware para drivers, administração de energia, sem-fio, distribuição e trabalhos na interface do usuário (UI). As partes iniciais das notes on using the OLPC developer boards contém informações que podem ser úteis para aqueles que estão traballhando neste hardware inicial. Por favor, envolva-se no Developers Program (em inglês), se você tem tempo, disposição e habilidade para ajudar.

Além disso, também temos um OLPC Google Summer of Code.

Tradução

Existe um conjunto de aqruivos 'po' para o laptop.org sítio laptop.org. Você pode encontrar mais informação (e os respectivos arquivos básicos, em inglês) em Localization/www.laptop.org. Você pode ajudar-nos a traduzí-los em sua língua nativa, ou revisá-los e corrigí-los.

Ajude-nos a revisar o novo OLPC sítio da OLPC. Nós temos versões em inglês americano, em espanhol e em português brasileiro.

Ajude-nos a traduzir os trabalhos em andamento coreano e chinês simplificado.

Não podemos traduzir tudo, mas com certeza gostaríamos de saber o que você você gostaria de ver traduzido em sua língua. Se você tem umatradução para sugerir, por favor entre em contato conosco!

Gostaríamos aqui de agradecer a todos os tradutores e revisores por seu esforço nas primeiras versões dos agora 'antigos' arquivos PO em [[Ar PO|Arabe], Bengali, Catalão, Dinamarquês, Alemão, Grego, Inglês (US), Farsi (Persa), Finlandês, Francês, Hausa, Hebreu, Hindi, Indonésio, Igbo, Italiano, Japonês, Laosiano, Nepalês, Norueguês, Holandês, Polonês, Português, Russo, Espanhol, Sueco, Telugu, Turco, Tailandês, Ukrainiano, Vietnamita, Yoruba, Chinês Tradicional, and Chinês Simplificado.


FAQ

A FAQ está no sítio do projeto; uma coleção mais extensa de perguntas (e respostas) estão aqui. Fique à vontade para colocar novas perguntas aqui. Existe também uma coleção de mitos (em inglês).

Uma página separada foi criada para a História do OLPC (em inglês) para colecionar informações sobre a gênese do projeto.

Personal tools
  • Log in
  • Login with OpenID
About OLPC
About the laptop
About the tablet
Projects
OLPC wiki
Toolbox