OLPC myths/lang-pt

From OLPC

Jump to: navigation, search

Mitos sobre o OLPC

  Tradução de OLPC_myths original  
  english | 日本語 | 한글 | português   +/- alterações  


Mitos

Separados em desentendimento "Falso" e "Inexato" , e outras réplicas quando apropriado.

Contents

O laptop não possui armazenamento interno tal como em discos rígidos.

Falso: O laptop tem 1 GB de memória Flash interna similar aos baratos pen-drives vendidos em muitas lojas de computadores. O sistema operacional pode ser instalado e/ou arquivos podem ser gravados nessa memória. O laptop também possui portas USB para discos rígidos externos; assim o armazenamento interno em Flash pode ser usado para o SO e armazenamento de alguns arquivos, e drives externos USB comuns podem corrigir essa deficiência se necessário. Ademais, o laptop tem um slot de cartão SD para expansão adicional.

O laptop será verdadeiramente desgracioso com uma manivela ao lado

Verdade, mas exatamente por isso que foi removida. A manivela estava nos primeiros protótipos, mas as unidades construídas atualmente usarão um sistema de força humana externo, conectado ao módulo de força. Como candidatos a substituição incluem-se um carregador de pedal similar ao Freecharge portable charger, painéis solares, uma manivela, e um sistema de polias.

Vocês esperam que isso seja um remédio mágico para a pobreza.

Falso: de forma alguma. É apenas uma ferramenta para educação e comunicação e só ajuda, em parte, contribuindo para a completar os programas de assistência onde esses laptops são distribuídos. Todavia ele dá acesso à educação, saúde, tecnologia, oportunidade econômica, e mais, algumas crianças estarão aptas a se auto-ajudar a sair da pobreza sem outras ajudas.

O laptop não é poderoso suficiente para rodar jogos 3D modernos e outros programas mais pesados tais como os software de edição de vídeo.

Verdade em alguns casos, mas irrelevante: esse não é o propósito desse laptop. Ele foi desenvolvido a ser uma forma barata para pessoas de parcos recursos usarem um computador para atividades como software educacional e internet. A decisão atual não é entre esse sistema e os mais capacitados: é entre esse e o nenhum. É melhor que nada. Quais programas o laptop rodará bem está mais relacionado em quão bem o programa é escrito do que na funcionalidade do programa, por exemplo: o laptop será pouco clemente com os programas com vazamento de memória.

A máquina de 100 dólares será baseada em Linux

É verdade que o primeiro protótipo rodará uma versão simplificada no núcleo do Fedora com a interface de usuário Sugar produzida pela Red Hat, entretanto outros sistemas têm sido também considerados e poderião ser utilizados posteriormente.

A máquina de 100 dólares rodará o sistema operacional Microsoft Windows

Verdade: a Microsoft está trabalhando num sistema baseado que Windows que poderá ser usado no laptop OLPC. Falso: na há nenhuma mudança estratégica. O OLPC continua a desenvolver um conjunto de programas baseados em Linux para o laptop em união com a Red Hat. Mas já que o projeto OLPC é aberto, nós não podemos (e talvez também nem queiramos) impedir qualquer pessoa de desenvolver ou oferece uma alternativa aos pacotes de software.

Um laptop antigo com Pentium pode fazer as mesmas coisas.

Falso: o ponto-chave desse laptop é manter as pessoas conectadas com a moderna sociedade baseada em rede. Usando um laptop que pode estar a caminho da obsolescência a partir de uma loja de "segunda-mão", ou construindo os novos laptops Pentium caros para esse propósito não é praticável. Você deve desenvolver algo especifíco para se adeqüar a todos os requisito de um laptop de 100 doláres Se nós pudéssemos fazer um laptop de 2 doláres confiável que seja moderno e que realize tudo que queremos em seu programa, nós iríamos certamente fazer esse dispositivo. Outro problema é que o conceito de "computador antigo ou usado" não se encaixa. As despesas indiretas de desenvolvimento e assistência poderiam obscurecer qualquer economia em potencial em termos de custos. Finalizando, o problema insuperável com o conceito de "computador antigo ou usado" é a energia elétrica gasta: o laptop XO usa uma magnitude bem menor de energia que um laptop típico. Ele, o computador usado, é tanto ambientalmente negligente quanto economicamente inviável para a rede elétrica usada no mundo em desenvolvimento.

Você estão impondo isso em áreas afetadas pela pobreza que necessitam mais necessitam de comida, água e habitação do que de um laptop.

Inexato: de forma alguma. Como dissemos anteriormente, essa é apenas uma ferramente e não deveria ser vista como nada mais do que isso. Nós concordamos que outros problemas mais urgentes devem ser sanados para antes de inserir uma alta tecnologia em lugares de pobreza.

Nem todo mundo concorda com essa idéia. Alguns acham que acessar à Net é a maneira mais ágil para as pessoas pobres terem o poder político necessário à exigir dos seus governantes melhores serviços. Ou para ter a educação necessária para conseguir empregos que os tirem totalmente para pobreza. Ou para acessar as tecnologias novas para

Mas, nós acreditamos que educação e comunicação com o mundo moderno seja tão importante quanto. Comida, água, vestuário e outras necessidades vêm em primeiro. Todavia, a visão global e a boa educação podem fazer maravilhas na mente das crianças e na manutenção da saúde. Computadores, especialmente os que estão em rede, têm sido "multiplicadores" de desenvolvimento que é o que lhes ajudam a melhorar a distribuição de serviços médicos, educacionais e de comunicação.

Não é um laptop. É uma bugiganga.

Inexato: O que quer dizer com isso? Para chamá-lo de "bugiganga" é necessário que seja apenas um brinquedo ou um objeto insignificante de interesse. Um PDA disponível comercialmente pode fazer melhor? Muito improvável. Pode um celular fazer melhor? Por que desperdiçar um telefone celular que pode não ter as características necessárias na tentiva de evitar o desenvolvimento de algo que realmente soluciona esses problemas? Isso não quer que outras pessoas não possam vir com melhores idéias - nós as encorajamos. Em sentido estritamente funcional nossa esperança é que essa tecnologia que nós chamamos de laptop possa fazer mais do que uma mera bugiganga. E estamos confiantes que fará.

Você não pode usar um laptop onde não esteja presente uma rede elétrica

Falso: Se o laptop vem com um método barato incluso de recarregamento, tal como a força dos ventos (aeólica) que dura um bom tempo, isso não pode ser verdade. Nós estamos prevendo num mínimo de 10:1 a razão entre o tempo gasto para a leitura de um livro eletrônico e recarregamento por força humana, por exemplo, um minuto de girar de manivela oferece pelo menos dez minutos de leitura. Você se surpreenderia com o número e variedade de fontes de energia disponíveis para os países pobres, incluindo a solar, a dos ventos, da água, de bicibleta, animal, de biomassa etc.

Não é feito de componentes recicláveis

Falso: o XO é o laptop mais "verde" já construído. A EPEAT (www.epeat.net) é uma organização que mede o impacto ambiental dos laptops. O OLPC está em vias de receber uma avalização através dela, na qual acreditamos que será excelente. O XO é mostra-se ser o primeiro laptop a receber classificação como Ouro, e para dizer a verdade, tem sido sugerido que o XO possa estabelecer uma nova e melhor escala de avaliação.

Ele contribuirá para o aumento dos aterros sanitários se contruído em vastas quantidades

Nós esperamos que isso não seja verdade. Se o programa funcionar bem pelos governos todos ou a maior parte dos laptops estarão em uso. Sem dúvida alguns laptop encontrarão seu destino em cestos e depósitos de lixo, onde há incentivos finaceiros forte para que quase todos eles sejam reciclados. Laptops quebrados serão devolvidos e reciclados ou recondicionados em novos laptops? Espero que sim. E espero que a distribuição e arrecadação sejam conduzidas de uma maneira responsável.

Se outras pessoas vêem com outros olhos então deve ser algo inerentemente incompatível com um bom ideal.

Inexato: nem tanto. Como mencionado anteriormente, se outros grupos ou empresas vêm com suas idéias próprias nós então as encorajamos. Isso não automaticamente coloca um valor de julgamente entre as idéias disputadas. Algumas idéias ou projetos podem ter aspectos fortes e fraquezas enquanto outras não. Nós só podemos utilizar de cada pessoa o melhor de suas idéias e nós esperamos ficar em espírito de amizade e simpatia nessa relação. Mas o que nós pretendemos é que isso não se reverta numa rivalidade mesquinha e em políticas comerciais assasinas que não condizem com a causa que nós defendemos.

Esse laptop não fará nada de extraordinário

E daí? Se ele é apenas uma ferramenta assim como as máquinas de purificação de água são ferramentas, como irá prejudicar as pessoas a quem são destinados? Se você estiver falando sobre exclusão digital na maioria dos lugares onde esse programa será instituído, reflita um minuto. Se esse laptop faz o que pretende fazer ele pode somente abrir avenidas para melhor acabar com essa exclusão. Se você está se referindo ao meio-ambiente, leia os itens escritos aqui mais acima. Ou você acha que esses laptops, por exemplo, irão destruir línguas e culturas? Dificilmente. Até agora, os idiomas minoritários que pareciam estar se extinguindo, tal como o Havaiano, o Galês e o Irlandês, e o Iídiche estão voltando. O que poderíamos dizer em trabalhar em línguas da África ou Ásia? Esses laptops oferecerão oportunidades incomparáveis para salvar primeiramente os aspectos da civizilização ameaçada e as levará a atenção e consideração de toda comunidade mundial. Isso é o que geralmente quer-se dizer por "comunicação" e esse laptop pode somente ajudar, não retardar, a obtenção dessa meta.

Ele não foi feito antes porque deve haver uma boa razão contra.

Falso: Todas as coisas tem um início. E não fazer algo só porque outrem não o fizeram antes essas coisas não é razão para não fazê-las ou serve de desculpas para não fazê-las. Muito provavelmente é porque tentativas anteriores falharam é poorque a tecnologia certa não existia. Agora nós temos tecnologia que é barata e disponível o suficiente para tentar algo dessa magnitude. É como tudo tem sido feito. Nós tentamos nos apoiar nos ombros dos gigantes que nos antecederam e aprender através de seus erros, e n´´os temos que inventar algumas coisas do zero com o fim de ultrapassar algumas das bens-conhecidos armadilhas inerentes a qualquer projeto. Essa evolução tecnológica é restringida pela Lei de Moore. A evolução da epistemologia -- lembrando que esse é um projeto educativo -- é baseada em 40 anos de pesquisa em tecnologia e aprendizagem. Do mesmo modo, a palavra escrita se difunde através do globo e obviamente foi originada pelo desenvolvimento de uma civilização. Ela teve que começar em algum lugar com alguém. O mesmo ocorre com a tecnologia e sua eventual sensação de onipresença.

OLPC não tem planos para (coloque um tópico de indagação)

As pessoas dizem que o OLPC não tem planos de reciclagem dos laptop, ou de treinamento de professores, ou traduzir os software para idiomas locais, ou de prevenção de furto por atacado e revenda das máquinas, ou de hospedagem de outras coisas que deveriam ser planejadas. A verdade é que é muito cedo para tem um plano anunciado para cada uma dessas coisas. Porém, a falta de um plano anunciado não quer dizer a ausência desse plano. Um número significativo de pessoas estão colocando suas melhores idéias e outros esforços para solucionar esse problemas, e haverá muito mais o que se falar na hora apropriada.

Por outro lado, como podemos planejar qualquer detalhe para tais eventos enormes de transformação como o de tirar uma geração da pobreza? Olhe para os países em que isso aconteceu, tal como a Coréia do Sul, ou onde está acontecendo, como na Tailândia. Quem poderia prever vinte ou trinta anos atrás onde elas estariam hoje, e o que elas precisarão a seguir? Quem poderia prever que a Coréia do Sul se tornaria a nação mais conectada digitalmente da Terra, ou que o Estado da Coréia do Norte e da Birmânia teriam problemas?

Então, o tipo de planejamento que temos que fazer é planejamento ágil de recrutamento de desenvolvedores de software. Nós temos que conhecer o que faremos a seguir, e nós temos que criar um processo de entendimento do que acontece quando fazemos, e como proceder a partir de onde estamos. É o oposto do infâme Plano de Desenvolvimento em Cinco Anos Soviético ou Indiano, ou do modelo em cascata de desenvolvimento de software, onde tudo é suposto de saber com antecedência, se pode ser feito ou não.

O que precisamos fazer em seguida?

  • Construir e testar o computador, e deixá-lo pronto para produção
  • Conseguir mais programas para ele em mais idiomas
  • Obter apoio financeiro para a primeira jornada de produção e testes em campo
  • Analisar os teste em campo
  • Planejar a próxima e maior exibição pública do produto


Nós temos uma boa idéia de como fazer as duas primeiras etapas, o setor de Vendas e Marketing (representado pelo Prof. Negroponte) está trabalhando na terceira etapa da melhor maneira que ele pode, e ainda está muito cedo para fazer algo mais do que o esboço das três últimas etapas. Os problemas de treinamento e logística serão diferentes para cada país. Nós precisaremos dispender considerável energia em nos focar nos problemas que ocorrem atualmento, e em não desejar um plano que poderia satisfazer toda e qualquer eventualidade.

Como nós podemos divulgar o que acontece?

  • Preste atenção nas pesquisas feitas por pesquisadores profissionais e por pessoas interessadas. Leia os blogs das crianças para ter uma visão melhor das coisas.

E então?...

  • Oh, apenas outros cerca de 200 países onde mais de 6000 idiomas são falados, problemas prioritários de saúde, guerra civil bizarra ou tirania, um pouco disso e outro pouco daquilo, você sabe. Não há fata de desafios. O terreno perfeito para o florescer da ingenuidade que colocará a a Revolução Industrial na lama. Eu estou contando com o poder cerebral e a energia de algumas centenas de milhões de crianças famintas. Você e eu não podemos ignorá-las, principalmente no futuro.

Então você se colocará só a amaldiçoar onde há trevas, ou ensinará as pessoas a fazerem velas?

Personal tools
  • Log in
  • Login with OpenID
About OLPC
About the laptop
About the tablet
Projects
OLPC wiki
Toolbox
In other languages